.

.

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Caio Castro mostra barriga tanquinho em ensaio dentro de piscina



Sansão, o personagem bíblico, ao ter os cabelos cortados, perdeu seu poder e sua força. Com Caio Castro foi bem diferente. ao se livrar das madeixas encaracoladas e o ar de menino que exibia em Malhação, surpreendeu ainda mais pela força que mostra em cena. O ator vem colhendo elogios em seu primeiro papel em novelas na pele do mulherengo Edgar, de Ti-ti-ti. “Fiquei com cara de homem, de mais velho. adorei o resultado. E pelo visto, agradei às mulheres também, né?” diverte-se ele, que, aos 21 anos, experimenta o sabor do sucesso e arranca cada vez mais suspiros da ala feminina. O ator vem sendo apontado como o novo galã da Globo e não faltam aqueles que, em tom de brincadeira, o comparam a José Mayer. “É que o Edgar já pegou três mulheres na história. Mas, na verdade, ele é um cara em busca do amor. Quando isso enfim acontece, ele fica de quatro”, defende Caio, que se define um romântico.

E não é propaganda enganosa, não. Ao falar sobre suas descobertas amorosas, Caio entrega seu lado de bom moço. Namorou pela primeira vez aos 17 anos e surpreendeu a menina com um jantar bem romântico: “a gente já saía havia quatro meses até que na noite do aniversário dela, dei a aliança de prata que tinha encomendado para a gente usar e a pedi em namoro”, lembra. O segundo relacionamento sério foi com a atriz Sophie Charlotte, colega de elenco de Malhação. Fora isso, nada de compromisso. Apenas curtição, diz ele, garantindo que não se deixa levar pelo deslumbre da fama: “É claro que o assédio aumentou, mas não me diz nada. Estou sozinho por opção. O foco está todo no meu trabalho e é uma coisa que tem me dado muito prazer. E solteiro é isso, você fica livre para curtir o que tiver que curtir.” De vez em quando o ator é flagrado aos beijos com alguma pretendente, como aconteceu na quarta-feira 13, em um shopping no Rio.

“Já fiz essa besteira (de trair) e só me arrependo. Serviu como lição sobre o que não quero nem para mim nem para a outra pessoa”

Assim como seu personagem, que se envolveu com Luisa, interpretada por Guilhermina Guinle, ele não esconde uma certa preferência por mulheres mais velhas e experientes. “Não é que eu procure, acontece. É bacana porque elas são mais cabeça. O estilo insegura, dependente, não me agrada nem um pouco”, avisa, com jeito de quem sabe o quer. Ele também estabelece seus códigos num relacionamento. Traição, por exemplo, nem pensar. Caio não perdoa mesmo. “Já fiz essa besteira e só me arrependo. Serviu como lição sobre o que não quero nem para mim nem para a outra pessoa”, admite.

Morando no Rio de Janeiro há quase três anos, Caio, que é paulista de são Bernardo do Campo, se diz completamente adaptado à cidade. Adora surfar, jogar bola, andar de kart, tocar violão e sair com os amigos. Seu único lamento é a saudade da família. Além dos pais, se ressente da ausência da avó, Isaura, e do irmão por parte de pai, Enzo, de 3 anos. Tanto que tatuou as iniciais da mãe, do pai e da avó no pé esquerdo. Tem também o nome do irmão no braço esquerdo, um dragão no braço direito e um símbolo que significa proteção, na perna esquerda. “Cara, família é a base de tudo. Sei que só estou aqui hoje porque tive todo o apoio deles. Meus pais se separaram quando eu tinha 8 anos, mas sempre foram muito presentes. Meu pai então, é meu ídolo maior.”

Ao lembrar do início de carreira, que, aliás, começou por acaso, quando resolveu participar do concurso promovido pelo Caldeirão do Huck em 2007, que escolheria o Casal Malhação, Caio mais uma vez fala com carinho do pai: “no dia da final, quando fui um dos escolhidos, liguei pra ele na hora. Percebi ele chorando do outro lado da linha e também não segurei a emoção”, conta o ator, que concorreu com 25 mil candidatos e mesmo sem nenhuma experiência, abocanhou a vaga. “Acho que conquistei os jurados pela minha espontaneidade. Todo mundo fala que tenho um carisma forte também”, diz. Agora, faz questão de estudar e se dedicar à profissão. “Não existe sorte, simplesmente. A gente tem que corresponder, estar preparado para quando as boas oportunidades pintarem.” E pintou. Depois de três temporadas em Malhação, o rapaz deixou a novela teen para ganhar um papel de destaque em Ti-ti-ti. “Quando rolou o convite, além de estudar, quis compor um visual condizente com um cara mais velho. Achei importante malhar para ganhar massa muscular. e consegui. Ganhei uns 7 quilos. Fora isso, o corte do cabelo ajudou a me desgrudar daquele rosto de menino que tinha em Malhação”, conta ele, ao lembrar que o personagem tem em torno de 28 anos.

“Fiquei com cara de homem, de mais velho. Adorei o resultado.
E, pelo visto, agradei às mulheres também, né?”


Com apenas três anos de profissão, Caio Castro se orgulha de ter conquistado sua independência financeira. Com seu jeito de príncipe moderno, é um dos atores mais solicitados para fazer baile de debutantes por todo Brasil. O cachê, ele não revela, mas admite que veio desses trabalhos a grande alavancada de suas finanças: “nossa, já conheci esse País quase todo. Teve época que fiz 4,5 cidades em um final de semana”, conta. Com o cofrinho cheio, se presenteou com um de seus sonhos de consumo. Comprou o primeiro carro, uma pick-up zero-quilômetro. “Cheguei na concessionária todo prosa. Comprei à vista. Me senti o adulto, o responsável. Na saída, já dirigindo meu carro, vi pelo retrovisor meu pai no carro dele, atrás do meu, chorando à beça. Fiquei muito feliz por ter visto essa cena e por ter dado esse orgulho a ele. inesquecível.”

Nada mal, mesmo para quem desde os 14 anos pega no batente. Filho de um empresário e de uma dona de casa, o ator optou por começar a trabalhar cedo e ter o próprio dinheiro. Seu primeiro emprego foi como garçom em uma lanchonete em são Paulo: “estudava de manhã e trabalhava à tarde. Tive essa vontade porque queria muito um Playstation 2. S ó que meus pais sempre foram muito pé chão. Se fosse coisa cara, eles diziam: espera o natal, espera o Dia das Crianças, sei lá, qualquer data importante. Isso foi bom. Me deu consciência sobre dinheiro e responsabilidade com a vida, com tudo”, diz ele, com um jeitinho responsável que o torna ainda mais sedutor.



1 comentários:

ele é muito gato queria ter a sorte do mundo para conhescer ele tte amoo

Postar um comentário