.

.

domingo, 17 de outubro de 2010

Revista Harmonya com Caio Castro;

CAIO CASTRO
O despertar de um novo galã

Aos 21 anos, o ator vive umdos protagonistas da novela dassete da TV Globo, Ti-ti-ti, e se torna a grande aposta da nova geração de atores da emissora.

Por Juliana Rossi
Ilustrações: Fabiano Messano, sobre
fotos de Wanessa Truglio/Divulgação

Após dar vida a Bruno em Malhação durante duas temporadas, Caio de Castro Castanheira virou um dos queridinhos da TV Globo. Hoje, interpreta o Edgar em Ti-ti-ti; um homem de 28 anos, sócio de uma agência de modelos, experiente, culto e bem sucedido. O jovem ator, por sua vez, tem apenas 21 anos e, humilde, admite estar ainda adquirindo conhecimento para dar, cada vez com mais firmeza, seus passos na promissora carreira.

Apesar de ser um iniciante, Caio aprendeu bastante na novelinha adolescente. Após entrar muito “cru” na telinha, hoje tem a consciência de que foi um trabalho realizado com muito carinho e da melhor maneira possível. “Dediquei-me ao máximo. O que eu sei fazer hoje, a bagagem, a técnica, a metodologia de estudo, aprendi em Malhação, e sei que vou aprender mais coisas em Ti-ti-ti”, diz.

Caio, que trabalhava junto com seu pai e estudava Computação, saiu de sua casa em São Paulo aos 18 anos e mudou-se para um apartamento na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, em busca do sonho de afirmação profissional. O destino, então, deu uma ajudinha, fazendo com que ele fosse descoberto no concurso “Casal Malhação” do programa Caldeirão do Huck. Desde então, o moreno não consegue mais caminhar pelas ruas sem ser reconhecido.

Mudança de vida

Entretanto, essa mudança não foi nada fácil. Caio, que sempre foi muito apegado à família, viu sua vida mudar de uma hora para outra. De repente, ele não tinha mais quem arrumasse sua cama, teve que aprender a lavar suas próprias roupas e a se virar para conseguir pagar as contas. Por outro lado, ganhou total liberdade e ficou feliz por morar sozinho. “Foi uma facada para os meus pais saber que eu estava saindo de casa, e para mim ainda é estranho não ouvir os roncos do meu pai”, conta.

Com o intuito de preencher esse vazio causado pela distância da família, Caio ocupa o tempo estudando os textos, e como não é de ferro, aproveita o sol carioca para ir à praia se refrescar e dedicarse ao surfe, esporte que pratica há cinco anos. Ele também revela que gosta de sair para tomar um chope ou ir a alguma happy hour quando está de folga.

Outra paixão é sua moto. Caio comprou sua primeira scooter quando ainda estava na faculdade, e ao contar para o pai levou uma bronca. Porém, ao ver que não adiantava ficar contra o filho, Vítor Castanheira aceitou a opção do rapaz e hoje até se arrisca a dar algumas voltas sobre duas rodas. Os dois são grandes amigos. “Temos uma relação de amizade, somos parceiros. Sempre fui muito apegado a ele, mas nunca esquecendo que, acima de tudo, ele é meu pai e lhe devo respeito. Andamos de kart, de moto, saímos e vamos até a padaria juntos”, revela o ator.

Teimoso, ele faz o tipo que acha estar sempre com a razão. E por ter opinião própria, muitas vezes “quebra a cara”, como costuma dizer. Entretanto, apesar dos conselhos do pai amigo, o jovem astro gosta de aprender sozinho. Por isso, talvez, já aprontava quando criança, a ponto de garantir que de anjinho só tinha os antigos cabelos cacheados.

Por falar em visual, o ator tem adorado a nova fase. Com uma aparência mais amadurecida, ele tem atraído mulheres mais velhas e admite preferir as experientes pelo simples fato de não ter paciência para as inseguranças típicas das meninas mais novas.

Jeito sincero de ser

Caio admite ter alguns defeitos, como todo ser humano. Seu jeito autocrítico já o prejudicou muito por nunca achar que as coisas estão perfeitas. A ansiedade é outro entrave para o galã. Já como qualidades, o moreno aponta o jeito sincero e o fato de ser muito amigo.

Sobre construir uma família, Caio é bem claro. “Não me vejo sendo pai. A cada vez que olho para o Enzo (seu irmão mais novo, de apenas três anos), menos tenho vontade. Eu não iria ter paciência”, confessa. O ator, aliás, admite estar solteiro, mesmo tendo sido apelidado de “Zé Mayer” da novela das sete pelos colegas de elenco. Outra revelação é não conseguir se imaginar casado. “Eu não sei o que é ser noivo de uma pessoa pela simples obrigação de casar e ter que ser feliz”, explica.

Por fim, Caio não deseja mudar seu jeito de encarar a vida por interpretar um homem de 28 anos. “Não me preocupo em mudar minha forma de ser. Gosto muito da idade que eu tenho, dos meus 21 anos”, encerra o ator, feliz com o sucesso como Edgar na trama das sete e vislumbrando um belo futuro à frente.

1 comentários:

Caio vc é realmente demais ...tiih amul mais que tudo ! ♥

Postar um comentário