.

.

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Eles estão em falta

Os galãs são essenciais para todas as novelas. Porém eles andam em falta por conta da quantidade de tramas no ar



O quê Tarcísio Meira, Antônio Fagundes, Francisco Cuoco e José Mayer têm em comum? Todos esses atores eram os principais galãs da televisão brasileira no passado. Porém, o papel mais querido pelas mulheres – e pelo sortudo ator que conseguir ser escalado – anda em falta. O motivo dessa escassez se dá porque há mais emissoras produzindo teledramaturgias.

Antigamente, as novelas eram feitas basicamente só na Globo. Hoje em dia, Record e SBT arregaçaram suas mangas e começaram a desenvolver novas tramas. “O mercado cresceu. Antes, havia apenas uma emissora fazendo novela. Ficava fácil escalar galãs. Mas não houve preocupação em formar uma nova geração. Parece que a procura cresceu, mas a formação de atores não acompanhou a demanda”, pondera Cristianne Fridman, autora de Vidas em Jogo, próxima novela da Record.

Mas só beleza não basta para o ator ser considerado um galã. “Além de ser bonito e talentoso, ele precisa ter carisma, brilhar na televisão. Mais do que ter uma beleza óbvia, ele precisa ser interessante, despertar atração nas mulheres”, define Ricardo Linhares, autor de Insensato Coração. Já para o diretor global Ricardo Waddington, “galã é o herói, lindo e bom ator, com o qual o público se identifica. É fundamental para a TV, pois é quem abre a porta para toda a história”.

E para atrair os telespectadores, os galãs desta nova geração são Caio Castro, Cauã Reymond, Bruno Gagliasso, Guilherme Berenguer, Wagner Moura, Rodrigo Santoro e Fábio Assunção. Todos são procurados para disputar os principais papéis nas novelas, impossibilitando um certo descanso da imagem dos atores, o que era possível nas décadas passadas. Exemplo disso é o ator Bruno Gagliasso, que não tirou férias e juntou o Berilo (Passione) com Timóteo (Cordel Encantado). Mas para que uma nova safra de possíveis galãs exista, as emissoras promovem vários concursos à procura de novos atores, como o que revelou Caio Castro, em 2007, no Caldeirão do Huck. Agora, vamos torcer para que novos “Caios” apareçam e encantem nossas telas.

Fonte: O Povo Online

1 comentários:

Novos "caios" não né?!!
Ele é unico.

-Any.

Postar um comentário